Drogas e Alcoolismo

Desintoxicação


O quadro clínico e psiquiátrico do paciente são avaliados, considerando suas queixas, se há existência de patologia (doença) ou comorbidades (dois ou mais transtornos associados - ex: bipolaridade e hiperatividade) e identificando a dependência a ser tratada para que finalmente seja adotada terapia medicamentosa adequada às particularidades que trouxerem cada caso, permitindo tratamento e diminuição efeitos físicos dos psicoativos diagnosticados no paciente.


Conscientização


A Equipe Multiprofissional aplica aos pacientes o modelo transteórico dos estágios de mudança. Este modelo insere o entendimento da mudança como um estado de prontidão, estágios nos quais o paciente transita. É um modelo que preconiza a premissa de que a mudança comportamental é um processo e que as pessoas têm diversos níveis de motivação, assim, é possível planejar intervenções personalizadas às necessidades dos pacientes. O Modelo Transteórico combina quatro componentes para estruturá-lo no auxílio à mudança de comportamento, a saber:

Defende-se então, como metodologia de conscientização e reabilitação pessoal, as psicoterapias individuais e em grupo, aconselhamento terapêutico individual, temáticas informativas, palestras, atividades lúdico-terapêuticas, dinâmicas de grupo, entre outras, pares no propósito de conscientização e resgate social.


Ressocialização ou Reinserção Social


É um processo concomitante ao tratamento. Após 150 dias de tratamento, tendo o programa de reabilitação pessoal devidamente estabelecido e concluído, ou seja, metas pré-definidas, a Equipe Multiprofissional reúne-se para deliberar acerca da ressocialização do paciente, podendo ela anuir ou não. Nos casos favoráveis, procede-se então a liberação do paciente para gozar de um período de três dias de regresso ao convívio social e familiar. É estabelecido um cronograma por suscitação da Equipe Multiprofissional e que deverá ser cumprido pelo paciente durante o tempo em que encontrar-se fora da Clínica. O responsável pelo paciente na internação, prévia e devidamente comunicado ao Ministério Público, é convocado a acompanhar a saída e retorno do paciente à Clínica nos dias agendados. Ocasiões em que ele será submetido a testagem toxicológica. Esta, no primeiro momento objetiva-se evidenciar a seriedade e comprometimento da Clínica e no segundo, do próprio paciente. O processo de ressocialização posto assim, abre um leque de possibilidades de aplicação prática das estratégias de enfrentamento e prática dos princípios adquiridos no decurso do tramento, para que ainda dentro dele, depois testado estas e aqueles, no ultimo mês, possam sofrer correções por parte da Equipe Multiprofissional, através das habilidades ora apresentadas.


Entramos em contato com você

Deseja saber mais informações? esclarescemos todas as suas dúvidas.

ou se preferir, veja nossos contatos
Erro, tente novamente.
Enviado com sucesso.