">

Nossas Publicações

Internação de dependentes químicos é alternativa para evitar que usuários se contaminem com o coronavírus

19-03-2020

Compartilhar

O avanço do Covid-19 em vários países do mundo impulsionou também o número de fakenews sobre o assunto. Uma das notícias falsas que mais chamou a atenção da população foi uma possível cura do coronavírus por meio do uso de substâncias entorpecentes.

Para o coordenador do setor de enfermagem da Clínica Amigos do Resgate, José Carlos Ladeia Faria, os dependentes químicos estão classificados como grupo de risco, estando mais expostos à contaminação.

“Estão mais expostas por conta do contato com substâncias contaminadas que é a droga.Sem contar que dependendo do uso abusivo e da depredação que a droga faz no organismo deixa o usuário mais suscetível e exposto a uma contaminação. Pois a droga, além de agir agressivamente no organismo, ainda deixa o sistema imunológico baixo”, explica.

No Brasil, até a manhã desta quinta-feira (19), foram confirmadas cinco mortes e mais de 500 pessoas infectadas pelo Covid-19. O enfermeiro explica ainda que o Covid-19 é transmitido por meio de contato com pessoas contaminadas ou locais onde o vírus se instalou.

“Assim, a internação dos dependentes químicos se torna uma alternativa para se evitar que o usuário fique doente. Pois o isolamento dessa pessoa com as áreas de risco com certeza evita a contaminação e, se contaminado, com a equipe multidisciplinar seria identificado e tratado com maior rapidez e eficacia”, garante José Carlos Ladeia Faria.

 

Clínica Amigos do Resgate

 

A Clínica Amigos do Resgate é referência no direcionamento, auxilio e internação de dependentes químicos e ajuda aos familiares de dependentes. Temos hoje um trabalho de excelência no segmento de tratamento de drogas, alcoolismo e comorbidades.

Atualmente, são duas unidades em Guanambi (BA) para receber pacientes de todo o país.



Entramos em contato com você

Deseja saber mais informações? esclarescemos todas as suas dúvidas.

ou se preferir, veja nossos contatos
Erro, tente novamente.
Enviado com sucesso.